O nosso ideal

Queremos desenvolver a cultura cervejeira. Desfrutar de boas e artesanais cervejas. Incentivando que as façam!



Avaliações de cervejas 3/6 - Barco Kings e Queens



Esse terceiro post de avaliação segue na busca em obter a minha visão em contraditórias análises vistas na internet para algumas cervejas. Algumas na mesa do bar também. Ouvimos coisas muito boas e outras em direção totalmente oposta. Na sua maioria nacionais. Aqui vocês podem ver a primeira e a segunda

Essa cerveja foi produzida com uma proposta interessante. A receita foi escolhida através de uma degustação e votação. A receita vencedora, de um cervejeiro caseiro, foi produzida em uma cervejaria para comercializá-la. Muito bem, projeto legal. Vocês podem conhecer mais sobre isso no site da Barco.
A Kings e Queens foi produzida na Saint Bier (Forquilinha, SC)

Vamos ao copo.

Garrafa 355ml Álcool: 5,8% ABV Estilo: Sem estilo definido

Aos olhos: Bonita cerveja cor âmbar. Turva. Com boa formação de espuma. Sem persistência da espuma.

Ao nariz: Aroma caramelo, muito pouco cítrico e terroso. Nada mais.

À boca: O malte é o que se percebe em primeiro plano. O nível de diacetil compromete a cerveja. Baixo amargor. Álcool não é agressivo. Cerveja macia e final leve defumado e doce. Corpo médio/leve.

Algumas opiniões e sensações:
Esperava uma cerveja complexa como dizia a propaganda. Não tive uma boa experiência na degustação. Quando coloquei no copo me pareceu uma bela cerveja. Depois decepcionou. Não reteve a espuma e daí pra frente foi ruim. O defumado é suave e não coloca a complexidade esperada. Fiquei sem entender a cerveja. O álcool ficou perdido em uma cerveja que teria um potencial se melhor desenhada. Uma boa ideia de negócio, no todo parece que são profissionais. Tem uma história legal para a cerveja, irreverência, humor. O produto e o que envolve externamente foi bem pensado para a proposta. Ficou devendo na complexidade que promete. A cerveja tem que contar sua história também no líquido. O nível de diacetil foi o que se destacou na cerveja. Uma pena. Não sei se os idealizadores chegaram ao produto que gostariam junto à cervejaria que produziu. Quem sabe nos próximos lançamentos esse cuidado com o produto final seja maior. Afinal de contas é errando que se aprende.


Nenhum comentário:

Postar um comentário